Pedestres são orientados em cruzamentos

Das 11h às 13h, dez pontos estratégicos da cidade vão receber abordagens educativas feitas por integrantes do Grupo Trânsito Seguro, do qual a...

  • Agentes conversam com pedestres em cruzamentos movimentados.
Foto: Divulgação
  • Agentes conversam com pedestres em cruzamentos movimentados.
Foto: Divulgação

Os pedestres são o foco das atividades da Semana Nacional do Trânsito 2018 nesta terça-feira (25/9).  Das 11h às 13h, dez pontos estratégicos da cidade vão receber abordagens educativas feitas por integrantes do Grupo Trânsito Seguro, do qual a Superintendência de Trânsito (Setran) faz parte.

“A intenção é reforçar a importância de atravessar na faixa de pedestres, olhar para os dois lados antes de cruzar a via e sem o uso de aparelho celular ou fone de ouvido, mantendo a atenção no trânsito”, orientou a superintendente de Trânsito, Rosangela Battistella.

Os pontos foram definidos com base em registros de atropelamentos e cruzamentos com alto número de passagem de pessoas. São eles: Maurício Fruet (próximo ao Capão da Imbuia); Mateus Leme, 1.016; Victor Ferreira do Amaral com Engenheiro Antônio B. Ribas; Francisco Raittani (próximo ao Pinheirinho); Nossa Senhora da Luz (próximo a Fagundes Varella); Comendador Franco (próximo ao Eco Parque); Desembargador Westphalen, 2.649; João Negrão com Baltazar Carrasco dos Reis; Mario Tourinho, 978 e Linha Verde (em frente à sede da PRF).

“O pedestre deve atravessar em locais nos quais possa ver e ser visto pelos motoristas e não atravessar a rua fazendo ‘zigue-zague’ entre os carros”, complementou Rosangela. Se estiver com uma criança, a orientação é segurá-la pelo punho durante a travessia. 

Outros cruzamentos

As atividades também aconteceram na segunda-feira (24/9). Em horário de saída do trabalho, escola ou colégio, ao fim do dia. Três dos cruzamentos mais movimentados da capital foram os locais escolhidos para que equipes ligadas a órgãos de trânsito municipais, estaduais e federais conversassem com as pessoas que passavam pelos locais: República Argentina com Presidente Kennedy; Brigadeiro Franco com Visconde de Guarapuava e Sete de Setembro com Marechal Floriano.  

Proteção de vidas

No ano passado, 61 pessoas perderam a vida após serem atropeladas em Curitiba, de acordo com a análise de dados do Projeto Vida no Trânsito. Além de ações educativas, a Setran tem trabalhado com reduções de velocidade no perímetro urbano.

“Os projetos viários recentemente implantados, especialmente os sistemas binários de circulação, tiveram redução no limite de velocidade permitida de 60 km/h para 50 km/h. Novos projetos estão sendo estudados nesta linha”, afirmou a superintendente de Trânsito.

“É um trabalho incessante de mostrar aos motoristas e pedestres que essas medidas são necessárias para a proteção de vidas. O que temos feito é tentar incluir a velocidade reduzida no dia a dia do motorista curitibano, acompanhada por dados, estatísticas, abordagens educativas e fiscalizatórias”, explicou Rosangela Battistella.

Novas tecnologias também têm sido testadas. Um exemplo é o "semáforo sonoro para pedestres", implantado no bairro Portão, que serve para alerta quanto à passagem do ônibus na pista exclusiva do transporte coletivo (canaleta). “Neste cruzamento específico, tínhamos reincidentes casos de atropelamentos - com o teste em andamento, não registramos mais nenhuma ocorrência”, definiu Rosangela. 

Compartilhe nas redes sociais

Mais notícias

Setran promove leilão de veículos apreend ...

São modelos que, após remoção em fiscalizações de trânsito, não foram retirados pelos proprietários no prazo previsto em lei

Alteração em rua do Jardim das Américas

Medida é válida para uma quadra da Rua Coronel Baeta de Faria, entre a Avenida Coronel Francisco H. dos Santos e a Rua Rodolpho Senff

Fiscalização flagra transporte irregular

Responsáveis pelos veículos não tinham licença e estavam com excesso de passageiros

Festival aborda importância das leis nas ...

Cerca de 350 estudantes da rede municipal participaram de evento