Solicitação de Operação Escola

A Operação Escola fornece uma forma segura de monitorar embarque e desembarque de alunos defronte as escolas, capacitando funcionários da própria escola para isso.

Quais escolas podem solicitar a autorização da Operação Escola?

As escolas municipais, estaduais e particulares de Curitiba.

Tem algum custo? Qual é o valor?

Sim. É cobrado a taxa no valor de R$ 99,23 (Valor determinado pela Lei Complementar Nº 97/2015)

Como se faz a solicitação? Quais os documentos anexar?

A solicitação da implantação será feita através de carta ou ofício com os seguintes dados e documentos:

  1. Dados da instituição de ensino (nome, endereço, telefones e e-mail de contato);
  2. Nome do diretor e nome do funcionário responsável pela condução da operação na instituição, incluindo telefones e e-mail de contato;
  3. Cópia simples do Alvará de Funcionamento.                                                                       
    Devem constar no Alvará os números da Inscrição Municipal e da Inscrição no CNPJ/MF;
  4. Relacão de funcionários que serão os monitores;
  5. Relação de horários de entrada e saída das aulas;
  6. Relacão do número de alunos, por turno e por nível de escolaridade.

* As informações acima estão em conformidade com o Decreto Municipal n.º 1172/2014.

Onde posso protocolar a solicitação?

Qual é o valor da taxa da Operação Escola?

R$ 99,23 (Valor determinado pela Lei Complementar Nº 97/2015)

Quem são os monitores? E como estarão aptos?

Os monitores serão os funcionários indicados pela escola. Eles receberão a capacitação após a solicitação da operação ser autorizada pelo Departamento de Planejamento e Operação (TRPO) da SETRAN.

Onde e quando será feita a capacitação dos monitores?

A capacitação é concedida pelos agentes de trânsito municipais da Escola Pública de Trânsito. Para mais informações, acesse Curso de Monitores para Operação Escola.