Carros em mau estado são guinchados

Prática coloca em risco a segurança do condutor, dos demais motoristas, de ciclistas e pedestres.

Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Mais três carros em péssimo estado de conservação são guinchados.
Foto: Divulgação
Mais três carros em péssimo estado de conservação são guinchados. Foto: Divulgação
Mais três carros em péssimo estado de conservação são guinchados.
Foto: Divulgação
Mais três carros em péssimo estado de conservação são guinchados. Foto: Divulgação
Mais três carros em péssimo estado de conservação são guinchados.
Foto: Divulgação
Mais três carros em péssimo estado de conservação são guinchados. Foto: Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação

Dirigir um veículo com luzes queimadas ou quebradas coloca em risco a segurança de motoristas, ciclistas e pedestres. É obrigação do condutor verificar as condições do carro antes de circular pelas ruas, assim como dar as setas e estar com as luzes indicativas funcionando.

Apesar do que prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), agentes de trânsito e guardas municipais continuam flagrando situações perigosas como essas durante fiscalizações de rotina.

“Não é à toa que existem regras bem claras estabelecidas em legislação federal quanto à sinalização e quanto às responsabilidades do condutor ao dirigir”, ressalta o diretor de Fiscalização da Superintendência de Trânsito (Setran), Wagnelson de Oliveira.

“Sinalizar ao trocar de faixa ou virar em uma rua é lei para que os outros personagens do trânsito sejam informados da intenção do motorista à frente, ao lado ou atrás”, pontua ele.

Da mesma forma, a Permissão Para Dirigir (PPD) ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) são documentos obrigatórios para quem pretende dirigir.

“São garantias de que o indivíduo passou pelo processo teórico e prático que precede a direção das ruas. Mais uma vez, para a segurança de todos”, reforça o diretor de fiscalização da Setran.

Situações corriqueiras

Nos últimos dias, foram mais três veículos guinchados nos quais foram constatadas situações semelhantes de irregularidades. Na manhã desta terça-feira (8/10), um Ford Belina estava sendo conduzido pela Rua Tommaso Campanella, no Barreirinha, por pessoa não habilitada. 

O veículo estava com placa ilegível e sem licenciamento. O DPVAT estava atrasado e havia débitos de mais de R$ 425 em multas anteriores.

Pneu careca, pisca traseiro queimado e falta de licenciamento foram as irregularidades apresentadas por um Palio Weekend na Avenida Paraná, na última quinta-feira (3/10). Quem conduzia o automóvel fugiu no momento da fiscalização. 

Um dia antes, um veículo foi removido na Rua Barão do Rio Branco por estar estacionado de forma irregular em vaga de carga e descarga. O Ford Belina também estava com lâmpadas de piscas dianteiras e traseiras quebradas e apagadas.

Compartilhe nas redes sociais

Mais notícias

Av. Getúlio Vargas tem nova estrutura cic ...

Por toda a cidade, já foram investidos R$ 920 mil na revitalização e ampliação de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas.

Conheça as diferenças entre ciclovia e ci ...

espaços sinalizados utilizados pelos ciclistas têm denominação distinta, conforme definido pelo Código de Trânsito Brasileiro

Meditação pode integrar atividades de ser ...

Ideia está sendo estudada pela administração municipal

Rua do Cajuru recebe obras de realinhamen ...

A obra faz a correção geométrica da via e é uma das etapas para a transformação da Rua Niterói em parte de um binário com a Rua Sebastião Marcos Luiz.