Colisões com semáforos causam prejuízo de quase R$ 300 mil

Desde janeiro, as equipes da Setran acumulam 7.885 horas trabalhadas em reparos com acidentes nos semáforos

  • Colisões causam prejuízo de quase R$ 300 mil à segurança viária.
Foto: Divulgação
  • Colisões causam prejuízo de quase R$ 300 mil à segurança viária.
Foto: Divulgação

 

Colisões de veículos com semáforos já causaram um prejuízo de R$ 293.895,64 à administração municipal desde o início do ano. No período, a Superintendência de Trânsito (Setran) registrou a abertura de 60 chamados para consertos diversos: uma média de seis por mês.

“Além do custo, é um grave problema para a segurança viária de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres enquanto o semáforo fica inoperante e a estrutura passa pelo serviço de manutenção necessário, após cada novo acidente”, destaca a superintendente de Trânsito, Rosangela Battistella.

É também um trabalho que exige empenho e dedicação das equipes da Setran que, desde o mês de janeiro, acumulam 7.885 horas trabalhadas em reparos com acidentes nos semáforos.

Os acidentes nesse tipo de estrutura incluem danos causados às colunas dos equipamentos voltados à sinalização para os veículos e, também, aos semáforos para pedestre, além de estragos nos porta-focos e nos chamados braços projetados (que liga a coluna implantada na calçada ao semáforo na via).

“Nesses casos, desenvolvemos um trabalho para tentar identificar o condutor que provocou a colisão - e que muitas vezes foge do local - para que seja responsabilizado pelos danos. Abrimos um processo para que faça o devido ressarcimento dos custos com a recolocação da sinalização”, ressalta a superintendente da Setran.

Análise do PVT

Relativa ao ano de 2020, a análise mais recente do Programa Vida no Trânsito (PVT) aponta que 39,2% do total de acidentes com mortes no trânsito da capital ocorreram após colisão. Na sequência, aparecem os atropelamentos, que correspondem a 35,4% dos acidentes fatais.

O PVT demonstra ainda que 71,3% dos acidentes com óbitos ocorrem em ruas e avenidas da capital, enquanto 22,1% estão em rodovias que cortam a cidade e 6,6% na Linha Verde. O período da noite é o que mais concentra os acidentes de maior gravidade: 36,5% do total. 

Mais notícias

Rua Rosa Saporski tem ampliação do sentido único a partir de quarta

Os motoristas poderão seguir somente da região do Bigorrilho e adjacências em direção aos bairros Bom Retiro e Centro Cívico

Confira o funcionamento dos serviços no feriado da padroeira do Brasil

Feriado é comemorado na próxima terça-feira (12/10) e alguns serviços e atrativos da capital vão sofrer alteração no funcionamento

Região da Rodoviária terá bloqueios para serviço de limpeza

Interrupções ocorrerão no sábado (9/10), domingo (10/10) e no feriado de terça-feira (12/10), dias de menor movimento no trânsito

Colisões com semáforos causam prejuízo de quase R$ 300 mil

Desde janeiro, as equipes da Setran acumulam 7.885 horas trabalhadas em reparos com acidentes nos semáforos