Edital para bicicletas compartilhadas tem novo prazo

A principal mudança é na data de entrega da documentação. Agora, as empresas devem entregar os documentos a partir do dia 10 de junho, em vez do dia 6

  • Edital para bicicletas compartilhadas tem novo prazo para entrega de documentação. Foto: Pedro Ribas/SMCS
  • Edital para bicicletas compartilhadas tem novo prazo para entrega de documentação.
Foto: Jaelson Lucas/SMCS
  • Edital para bicicletas compartilhadas tem novo prazo para entrega de documentação. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

 

A Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito fez pequenas adequações no edital de chamamento público que vai escolher as empresas interessadas em oferecer o serviço de bicicletas compartilhadas em Curitiba. A principal mudança é na data de entrega da documentação. Agora, as empresas devem entregar os documentos a partir do dia 10 de junho, em vez do dia 6.

O horário para entrega é das 9h às 12h e das 14h às 17h, na sede da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, na Rua Capitão Souza Franco, 13, Batel, ou por e-mail: smdt@curitiba.pr.gov.br. Não há data limite para entrega da documentação. 

O lançamento do edital faz parte das ações de conscientização e de segurança no trânsito da campanha Maio Amarelo

O chamamento público prevê a implantação, instalação, manutenção e operação de sistemas de compartilhamento de bicicletas com estação em Curitiba. As bicicletas podem ser convencionais e/ou elétricas. A ação, além de fazer parte do Maio Amarelo, também está inserida no Plano de Estrutura Cicloviária de Curitiba.

As empresas que participarem também terão que disponibilizar estações fixas para retirada e devolução da bicicleta. Não será possível deixá-la em qualquer lugar da cidade, só nas estações definidas pelas empresas contratadas. 

Regulamentação

As bicicletas ofertadas devem estar em conformidade com o que estabelece o Código de Trânsito Brasileiro e suas Resoluções sobre os critérios e equipamentos obrigatórios.

Especificamente para as bicicletas elétricas, devem estar de acordo com a resolução do Contran n°465 de 2013, que estabelece quais os critérios e equipamentos obrigatórios para este modelo.

A resolução prevê potência nominal máxima de até 350 Watts; velocidade máxima de 25 km/h; serem dotadas de sistema que garanta o funcionamento do motor somente quando o condutor pedalar; não dispor de acelerador ou de qualquer outro dispositivo de variação manual de potência. 

As bicicletas elétricas também devem ter indicador de velocidade, campainha, sinalização noturna dianteira, traseira e lateral, espelhos retrovisores em ambos os lados e pneus em condições de segurança. 

Para as bicicletas elétricas, é obrigatório o uso do capacete para ciclista. 

As bicicletas compartilhadas serão usadas para promover deslocamentos de curta distância, entre 3 e 5 quilômetros. 

LEIA MAIS

Mais notícias

Semáforos facilitam a travessia do pedestre na Rua Raul Pompéia

Os equipamentos foram implantados pela Setran atendendo às solicitações da população

SmartPark São Francisco completa um ano

Estacionamento rotativo, acionado por meio do EstaR, funciona no São Francisco, no centro da cidade e já realizou mais de 42 mil operações desde...

Marcha pela Diversidade provoca alterações no trânsito

Haverá bloqueios em torno da Rua Barão do Serro Azul e da Avenida Cândido de Abreu, no Centro Cívico, para garantir a segurança dos participantes

População atendida: novos semáforos estão em operação no Bairro Alto

Equipamentos facilitam a circulação nos cruzamentos da Avenida da Integração com a Rua Rio Jari, e da Rua José Veríssimo com a Rua Pedro Eloy de Souza