Guardas recebem primeira dose da vacina

Além do combate a crimes, eles também são responsáveis pela escolta de equipes de vacinação, organização de filas e fiscalização anticovid

  • Guardas municipais recebem as primeiras doses de vacina.
 - Na imagem, GM Ondina de Brito Santos.
Curitiba, 06/03/2021.
Foto: Luiz Costa/SMCS
  • Guardas municipais recebem as primeiras doses de vacina.
- Na imagem, o supervisor Assis.
Curitiba, 06/03/2021.
Foto: Luiz Costa/SMCS
  • Guardas municipais recebem as primeiras doses de vacina.
Curitiba, 06/03/2021.
Foto: Luiz Costa/SMCS
  • Guardas municipais recebem as primeiras doses de vacina.
Curitiba, 06/03/2021.
Foto: Luiz Costa/SMCS
  • Guardas municipais recebem as primeiras doses de vacina.
 - Na imagem, GM Paulus.
Curitiba, 06/03/2021.
Foto: Luiz Costa/SMCS
  • Guardas municipais recebem as primeiras doses de vacina.
- Na imagem, GM Fabiano dos Santos.
Curitiba, 06/03/2021.
Foto: Divulgação
  • Guardas municipais recebem as primeiras doses de vacina.
 - Na imagem, GM Adelir Maria da Silva.
Curitiba, 06/03/2021.
Foto: Luiz Costa/SMCS

 

Os guardas municipais de Curitiba começaram a ser vacinados nesta terça-feira (6/4). De forma escalonada, previamente agendada e conforme indicação da superintendência da corporação, os guardas integraram o grupo de agentes de segurança pública que, com bombeiros e profissionais do Instituto Médico-Legal, receberam a primeira dose da vacina no Pavilhão da Cura, no Parque Barigui.

Todas as 870 doses da vacina contra o coronavírus destinadas pelo Governo do Estado às forças de segurança do município foram aplicadas nesta terça.

A prioridade, neste primeiro momento, foi para os agentes operacionais que exercem atividade em contato com a população.

“Além das atividades inerentes à função, nossos guardas têm trabalhado todos os dias na escolta de vacinas para acompanhamento das equipes da Saúde, na organização de filas para a vacinação e, ainda, na fiscalização de condutas incompatíveis com o atual momento da pandemia, como falta do uso de máscaras de proteção, promoção ou participação de aglomeração e eventos”, destaca o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Péricles de Matos.

Vacinados

Equipes da Patrulha Maria da Penha, grupo específico de guardas municipais que fazem visitas periódicas presenciais às vítimas de crime com medidas protetivas expedidas pelo Poder Judiciário, estiveram entre as que receberam as doses ao longo do dia. 

“Mesmo tomando todas as precauções, a gente está sempre se arriscando, então a vacina proporciona uma segurança enorme. Fiquei muito feliz por ser uma das servidoras da corporação a tomar uma das primeiras doses”, compartilhou Ondina de Brito Santos. 

Colega de Ondina, Fabiano dos Santos também esteve entre os guardas vacinados.

“É um marco, como integrantes da segurança pública que não cessamos o atendimento em momento algum, termos sido agraciados com este primeiro lote”, disse. 

“É um alívio. Por lidar diretamente com o público, todos os dias, a gente fica temeroso”, acrescentou a guarda Adelir Maria da Silva. 

Atuando no Grupo de Operações com Cães (GOC) nos últimos seis meses, o guarda Arion Ferreira Bohra também compareceu ao Pavilhão da Cura.

“É uma força a mais para continuar nesta batalha. E a família fica aliviada”, disse ele.

Leia mais:

Compartilhe nas redes sociais

Mais notícias

Curitiba volta para a bandeira laranja

Os dados divulgados diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde mostram que as restrições impostas pela bandeira vermelha surtiram efeito

Campo de Santana terá bloqueio de trânsit ...

Passagem de veículos permanecerá interrompida pelos próximos quatro meses

Fiscalização multa pessoas e comércios

Participar de aglomerações e não usar máscara são as infrações mais recorrentes

Limite de 50 km/h será o padrão na cidade

Projeto tem objetivo de reduzir a gravidade dos acidentes de trânsito