Iniciativas da Escola Pública de Trânsito são apresentadas em Macaé

Considerada referência na área, Curitiba fez a abertura de evento sobre mobilidade urbana na cidade fluminense

  • Visita virtual da EPTran em escola de Macaé (RJ).
Foto: Divulgalção
  • Visita virtual da EPTran em escola de Macaé (RJ).
Foto: Divulgalção
  • Visita virtual da EPTran em escola de Macaé (RJ).
Foto: Divulgalção
  • Visita virtual da EPTran em escola de Macaé (RJ).
Foto: Divulgalção
  • Visita virtual da EPTran em escola de Macaé (RJ).
Foto: Divulgalção
  • Diretor da EPTran, Claudionor Agibert, apresenta o programa curitibano Trânsito para todos na cidade fluminense.
Foto: Divulgação
  • Diretor da EPTran, Claudionor Agibert, apresenta o programa curitibano Trânsito para todos na cidade fluminense.
Foto: Divulgação
  • Diretor da EPTran, Claudionor Agibert, apresenta o programa curitibano Trânsito para todos na cidade fluminense.
Foto: Divulgação
  • Diretor da EPTran, Claudionor Agibert, apresenta o programa curitibano Trânsito para todos na cidade fluminense.
Foto: Divulgação
  • EPTran faz, nesta quinta-feira (23/9), primeira atividade presencial em uma escola de Curitiba após a pandemia.
Foto: Divulgação
  • EPTran faz, nesta quinta-feira (23/9), primeira atividade presencial em uma escola de Curitiba após a pandemia.
Foto: Divulgação
  • EPTran faz, nesta quinta-feira (23/9), primeira atividade presencial em uma escola de Curitiba após a pandemia.
Foto: Divulgação
  • EPTran faz, nesta quinta-feira (23/9), primeira atividade presencial em uma escola de Curitiba após a pandemia.
Foto: Divulgação

Curitiba foi escolhida para abrir o 1º Seminário de Mobilidade Urbana organizado pela cidade de Macaé (RJ), durante esta Semana Nacional de Trânsito. O protagonismo com a iniciativa do programa Trânsito para todos, que busca empatia e inclusão, foi peça-chave para o compartilhamento da experiência com a cidade fluminense. 

A primeira palestra do evento foi do diretor da Escola Pública de Trânsito (EPTran) de Curitiba, Claudionor Agibert, descrevendo os programas de mobilidade urbana e inclusão no trânsito desenvolvidos pela instituição em Curitiba, e os projetos associados a eles. 

O destaque foi para o programa Trânsito para todos, que desde 2019 promove com os cidadãos de Curitiba um tratamento igualitário no trânsito, por meio do conhecimento e da empatia. Para Agibert, o programa é importante por ser um pioneiro na área. “Pelas nossas pesquisas, é um programa de inclusão no trânsito totalmente inédito no Brasil”, salienta.

A recepção ao evento proporcionou interação e troca de conhecimentos  entre as cidades.

“Houve muitas perguntas, a gente pode perceber que essas pessoas têm sim Curitiba como uma referência, seja pela parte da administração pública municipal,  seja pela cultura do próprio povo curitibano”, afirma Agibert. 

A participação surgiu a partir de uma visita realizada por uma equipe da Coordenação para Educação no Trânsito de Macaé no início do ano à capital paranaense. “Durante a visita, nós compartilhamos experiências, demos informações, suporte, e fizemos capacitação de mentores, e daí surgiu o convite”, explica o diretor da EPTran. 

Para o coordenador de Educação para o Trânsito de Macaé, Leandro Aracati, a experiência do intercâmbio entre as cidades foi enriquecedora e abriu espaço para continuar atividades deste tipo. “Sem dúvida foi apenas o início de uma parceria duradoura em busca de melhorias para as nossas cidades”, diz ele.

Visita on-line à EPTran

Outra atividade conduzida pela EPTran durante o seminário em Macaé foi uma visita virtual, que faz parte das novas estratégias adotadas pelo órgão durante a pandemia. Este formato possibilita a realização de aulas on-line, que trabalham com as crianças conceitos de educação no trânsito por meio de atividades mais lúdicas, como o teatro.

“Os alunos recebem muito bem nossa aula, já que buscamos fazer com que eles participem, mesmo que a distância, da atividade”, comenta a coordenadora de Projetos da EPTran, Patrícia Bastos. Esta é a segunda vez que o recurso foi utilizado para a transmissão de conhecimento em escolas de fora do Paraná, e a agenda está aberta para mais colaborações.

“Todos nós da EPTran nos sentimos motivados em ver que em um momento difícil como o da pandemia, nós tivemos a oportunidade de atingir escolas tão distantes e levar orientações para as crianças e as suas famílias”, comenta Patrícia.

Teatro na escola

Já em Curitiba, nesta quinta-feira (23/9), a EPTran fez a primeira atividade presencial em uma escola do município depois da pandemia. Foi na Escola Municipal Maria do Carmo Martins, no bairro CIC.

Por lá, os alunos das turmas de 5° ano receberam de maneira lúdica, por meio de um teatro, orientações do agente de trânsito e da personagem Isa mostrando a importância de um comportamento mais seguro no trânsito. A atividade integra a programação da Semana Nacional de Trânsito 2021.

 

LEIA MAIS:

 

Mais notícias

Rua Rosa Saporski tem ampliação do sentido único a partir de quarta

Os motoristas poderão seguir somente da região do Bigorrilho e adjacências em direção aos bairros Bom Retiro e Centro Cívico

Confira o funcionamento dos serviços no feriado da padroeira do Brasil

Feriado é comemorado na próxima terça-feira (12/10) e alguns serviços e atrativos da capital vão sofrer alteração no funcionamento

Região da Rodoviária terá bloqueios para serviço de limpeza

Interrupções ocorrerão no sábado (9/10), domingo (10/10) e no feriado de terça-feira (12/10), dias de menor movimento no trânsito

Colisões com semáforos causam prejuízo de quase R$ 300 mil

Desde janeiro, as equipes da Setran acumulam 7.885 horas trabalhadas em reparos com acidentes nos semáforos